quinta-feira, 26 de março de 2015

Eu nunca sonhei com você, nunca fui ao cinema...

Eu nunca sonhei com você, nunca fui ao cinema, não gosto de samba, não vou a Ipanema...
Jobim nem precisava ter colocado letra nesta música, aliás, vários temas seus tinham versões com diversas de letras, incluindo umas galhofas resultando dos encontros etílicos com Chico, Vinícius e cia.

Fica aqui, aos amigos, essa beleza de bossa-jazz embriagante - Lígia - no trombone distinto e sensível do grande Raul de Souza.

E, aos amantes das mulheres jobinianas, na próxima postagem, teremos Luiza num arranjo lindo, também com o solo do Raul...
Abraços e boa semana, 
Lony e Lise.

Nenhum comentário: