quarta-feira, 28 de março de 2018

O homem novo


Esta canção do Lony Rosa (2003) fez história e foi premiada com o 1º Lugar no Festival do SESC naquele mesmo ano, com a também premiada interpretação comovente da cantora Celina Fernandes (Araranguá-SC). Em 2018, quinze anos depois, ainda temos caminhos a abrir, sonhos a realizar e terras comuns a repartir para que paz possa ser semeada dentro de nós, nos atos mais cotidianos, e também na comunidade, sociedade, em todos os âmbitos das relações humanas. Uma paz que dignifica a humanidade e que nos lembra sermos todos criaturas, irmãos, e interdependentes. Uma paz que não privilegia culturas em detrimento de outras, que inclui e respeita todos os seres e espécies desta Terra, na sua diversidade, como elo para fortalecer uma comunhão conquistada e semeada a cada novo amanhecer.



O homem novo

(Lony Rosa) Vem comigo ser feliz Semear a paz nos canos dos fuzis Repartir a terra de ninguém Vem Terra brava pra amansar E plantar a nossa gente, o nosso lar Ver a criançada enlouquecer De brincar nos trigais E uma sanga rasa Vai lamber nossas feridas Lavar as nossas mãos de pó De estrada, calo e dor E um facão amigo Vai abrir um novo atalho Pra gente chegar lá, cedinho Antes de o sol nascer Reunir os que sobraram E falar com Deus Que a gente está cansada de cair De perdoar Faz da enxada companheira Um novo país, nossa bandeira Onde os homens livres dão as mãos Todos se abraçando como irmãos Vem Vem comigo, vem pra ver Das lutas, do luto, o renascer Dessa alquimia o homem novo vai surgir Nas manhãs.

Ficha técnica:
Lony Rosa - Composição/Arranjos/Violão
Elise Haas - Voz
Neto Nunes - Contrabaixo
Geziel Freitas - produção aúdio e vídeo
Leonardo Manzoni - técnico de som/pré-produção voz

Um comentário:

Mente Ativa disse...

Lindas: Letra, Música e Imagens. Parabéns!!!